quarta-feira, 8 de junho de 2011

Músicas com Cães


             Costumo pegar meu violão, às vezes, e tocar algumas músicas... aí, olhando meus cães brincando enquanto tocava, folheei minhas pastas para achar alguma música que foi inspirada pelos cães.
             Qual foi minha surpresa: não achei nenhuma!
             Algumas citações como: - O Portão do Roberto Carlos ("... meu cachorro me sorriu latindo... Eu voltei agora pra ficar, porque aqui... aqui é meu lugar...").
                                                   - "Eu não sou cachorro não" do Waldick Soriano.
                                                   - Uma da Claudia Leite que dizia algo como: "cachorro, safado, sem vergonha..."
              Mas nada digno de nota...
              Obs.: Decidi deixar o clássico do Chico Buarque "Saltimbancos", pois o cão é um personagem humanizado.
              De novo, tive de procurar no Google (aliás, esse blog está ficando muito pouco original... preciso de mais tempo para escrever...), mas achei alguma coisa que vou repartir com vocês:

1) "Vida de Cachorro": Rita Lee nos tempos dos Mutantes:
video


2) "I love my dog": Cat Stevens.

video

3) "Televisão de Cachorro": Pato Fu.

video

         Devem existir mais, mas por enquanto só vou postar essas daqui.
         Bom... cabe aqui uma curiosidade. Por que será que os cães e gatos não apreciam a música como nós? Segundo um estudo da revista Nature o ouvido humano possui uma acuidade sem paralelo entre os mamíferos (observar que estamos falando de tonalidade e não, altura ou intensidade do som). Podemos distinguir o som de uma parte dividida em doze de uma oitava. Mamíferos predadores não possuem tal requinte nos neurônios que partem do ouvido e chegam ao córtex, distinguindo apenas a terça parte de uma oitava (exceção talvez dos morcegos). Mesmo macacos não distinguem muitas notas, apenas a metade de uma oitava.
          Isso sugere que a percepção fina de sons não é uma característica fundamental para sobrevivência.
          O por quê dos seres humanos serem mais desenvolvidos na distinção de tons musicais ainda é uma incógnita, especula-se que facilita na memória e aprendizagem, mas ainda é um campo vasto a ser estudado.
Então... dizer que os cães e/ou gatos adoram ouvir Bach pode ser um erro, a menos que haja alguma harmonia nos Ultrassons que eles podem ouvir e nós não.