quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Materialismo

                Ultimamente tenho pensado muito sobre os caminhos que a humanidade está trilhando e para onde eles nos levarão. Gosto de imaginar que seremos como aqueles ETs de filmes de ficção científica espalhando conhecimento com muita cautela para não atrapalhar o desenvolvimento natural de outros planetas. Mas confesso também que vendo os jovens sem nenhuma ideologia e apenas com um objetivo: "ficar rico"... acabo me desapontando com meus sonhos.
                 Nos dias atuais, realmente, o que nos move são os ganhos capitais... praticamente nada se consegue sem o que chamamos de capital inicial e capital de giro. Mas existe uma luz no fim do túnel...
                 Até hoje a revolução industrial nos influencia, devemos produzir mais para ganharmos mais, certo? Entretanto com a construção de máquinas que substituem a mão-de-obra humana e computadores que substituem a mente humana o que sobra para nós? Eu digo: CRIATIVIDADE.
                 E o que isso tem haver com o capital? De novo eu respondo: - enquanto vivemos num mundo onde o trabalho visa números, a recompensa material irá imperar, quanto mais se produzir mais você ganhará e quanto mais você ganhar mais "status" você terá. Quando o mundo entrar em colapso por essa política predatória, o que vai valer são apenas as idéias e quantas pessoas essas idéias arrebatarão para que seja realizada e o interessante disso tudo é que a CRIATIVIDADE não pode ser estimulada por ganhos materiais.
                 Fizeram um estudo em várias empresas, por vários anos onde era proposto um problema onde a criatividade resolvia a questão. Separados por grupos os integrantes tentavam resolver a questão, sendo que a metade desses grupos teriam uma grata bonificação em dinheiro para resolver o problema. É de se apostar que o grupo que ganharia a bonificação terminaria por resolver melhor e mais rápido o problema... ledo engano... o grupo com bonificação ficou mais ansioso e com isso sua atuação foi menor que a média, e isso foi testado durante anos e em várias empresas de diversos segmentos. CONCLUSÃO: Criatividade não pode ser estimulada de forma material, ela não existe num mundo competitivo, ELA SÓ NASCE COM A LIBERDADE INTEGRAL. E mais: os grupos que se saíram melhor foram aqueles que se divertiram com o desafio.
                  Então, se você está se preparando para o novo mundo que está chegando aprecie mais os animais que você tem em casa que podem ser a chave de um problema imaginativo que sua empresa está há muito tempo tentando resolver. Procure dar menos valor às pessoas de posse (afinal vai saber sobre o quê elas passaram por cima para adquirir o que tem?) e mais valor àquelas que riem mais e se alegram com poucas coisas, pois são essas que dominarão o mundo.
                  E como descobri-las...? Gente que gosta de animais não são pessoas interessadas apenas em retorno material. Investem parte do seu ganho na única coisa que os animais podem retribuir que é a alegria. Trabalham limpando as fezes, urina, colocando comida e arrumando a bagunça por alguém que jamais vai lhe dar um tostão por esse trabalho duro.
                 Bem... não é uma certeza, pois conheço pessoas que gostam de animais que são "bem ruinzinhas", mas é um indício forte, pois a grande maioria é "gente fina"
                 Precisamos de mais gente criativa e colaborativa do que gente competitiva e gananciosa.