segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Os Sete Pecados Capitais

                Os Pecados Capitais são, segundo a Igreja Católica, os pecados merecedores de punição e condenação.
                Antigamente eram temidos e severamente controlados para evitar constrangimento na hora da confissão, afinal eram pecados que necessitavam de sacramento para o perdão. São eles:
                1) Gula
                2) Avareza
                3) Luxúria
                4) Ira
                5) Inveja
                6) Preguiça
                7) Vaidade
                Hoje em dia, os pecados capitais viraram uma espécie de virtude humana, reflexo da competitividade e distorção de valores morais que vivenciamos cotidianamente. Explico melhor:
                Segundo Leandro Karnal (historiador), os pecados capitais foram reinterpretados para que não houvesse culpa e pudéssemos praticá-los como se fossem qualidades ou, pelo menos, algo benéfico para nossa sobrevivência. Por exemplo:
                1) A Gula: é só ver as propagandas de "fast-food" que existem por aí. Se você não comeu em determinado restaurante você está desatualizado, não é "fashion". "Comemos para evitar ficar bulimia, anorexia e caquexia das modelos", "Come para você ficar fortinho"...
                2) Avareza: virou sinônimo de precavido. Acumular riquezas dá status. Não sou avarento sou poupador... estou me precavendo para o futuro.
                3) Luxúria: entre os homens principalmente, quanto mais mulheres levou para a cama, mais "status" ele tem. Entre as mulheres, danças como funk, axé, samba, obrigatoriamente devem ter passos simulando um coito. Lingeries provocantes, brinquedinhos eróticos... tudo para "apimentar" a relação.
                4) Ira: ser manso virou sinônimo de fraqueza. No trânsito gritar, buzinar e brigar são aceitáveis e vistos como qualidades de um bom motorista. Existem aqueles que procuram uma desculpa científica para não guardar rancor: - "Dá câncer..." o que é uma falácea sem tamanho.
                5) Inveja: esse é um pecado que não conseguiram disfarçar com objetividade. Ninguém diz: - "Sou uma pessoa invejosa!" impunemente. No máximo transformaram a cobiça, que é a vontade de ter algo que outro possui e tentar adquiri-lo, em inveja branca ou inveja boa. A inveja é o sentimento de dor pela pessoa possuir algo que não temos. De qualquer forma a inveja foi transformada em força para adquirir bens que a mídia transforma em sinônimo de felicidade.
                 6) Preguiça: - Como é bom dormir.... vou dormir o dia inteiro... quero férias... vou matar aula... são frases rotineiras. "Todos devemos desestressar".
                 7) Vaidade: ou orgulho. Frases como: "Você deve se amar", "Tenha orgulho de si mesmo", "Você é a pessoa mais importante da sua vida"... viraram mote de sucesso e empreendedorismo. "Devemos louvar a nós mesmos".
                 Cães e Gatos também pecam... quem nunca viu o cachorro não deixar ninguém mexer em seu brinquedinho, comer um churrasco até não aguentar mais, perseguir a fêmea no cio e até transar com o travesseiro... e quem nunca viu um gato dormir o dia inteiro relaxando enquanto toma sol??
                 Realmente, o pecado talvez não exista...